noticias

Sindicato participa de ato contra a Reforma Trabalhista

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e demais centrais sindicais reuniram-se na Praça da Sé, no centro de São Paulo, nesta sexta-feira (10) para protestar contra a reforma trabalhista, que retira direitos conquistados pelos trabalhadores e entra em vigor neste sábado (11). O evento, que […]

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e demais centrais sindicais reuniram-se na Praça da Sé, no centro de São Paulo, nesta sexta-feira (10) para protestar contra a reforma trabalhista, que retira direitos conquistados pelos trabalhadores e entra em vigor neste sábado (11).

O evento, que reuniu 20 mil pessoas, ocupou a praça em frente a catedral da Sé e seguiram andando até a Avenida Paulista, de forma pacífica. A manifestação também ressaltou que o Brasil irá parar se a reforma da Previdência, que faz com que o trabalhador tenha dificuldades para se aposentar, for encaminhada para votação neste ano.

Essas mudanças são criticadas pelas centrais e os movimentos sociais, e com muita razão”, disse a presidente do SEESP, Solange Caetano. “Alterações como o banco de horas negociado individualmente, férias parceladas em três vezes, e o trabalho intermitente, em que os trabalhadores poderão ser contratados por jornada ou hora de serviço é uma afronta para nos trabalhadores. Não devemos ficar calados e manifestações como esta mostra o quanto a população tem força para lutar contra desmandos de golpistas.”

Em pesquisa recente, 81% dos brasileiros rejeitam a reforma, há muita luta a ser feita neste próximo período.