10 anos da Lei Maria da Penha

 10 anos da Lei Maria da Penha

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP), vem por meio desta nota, enfatizar os 10 anos da promulgação da Lei Maria da Penha, que protege e apoia as mulheres vítimas de atos de violência, tendo a seu favor uma legislação consistente e exitosa.

Hoje a sociedade não fecha mais os olhos para este mal, que aflige uma parcela das mulheres da sociedade. O SEESP, que representa uma classe formada majoritariamente pelo sexo feminino, participa ativamente na proteção e no apoio às profissionais vítimas de agressões.

Infelizmente, atos covardes ainda fazem partem do nosso dia a dia, como o praticado no último dia 22 de julho por um enfermeiro, que assassinou a tiros uma enfermeira em frente a Unidade Básica de Saúde (UBS) da República, no centro de São Paulo.

A notícia do assassinato de uma profissional da categoria causa revolta e indignação, diante da barbaridade do crime contra uma profissional que exercia diariamente a sua função com dedicação e competência.

Por isso, o SEESP não pode deixar de cobrar do Governo do Estado segurança e proteção não só para as enfermeiras, mas para toda a população de São Paulo. Não é aceitável e nunca será que bandidos travestidos de cidadãos do bem continuem atuando dessa forma, matando inocentes.

A Lei Maria da Penha é um instrumento de grande poder na luta pela igualdade de gênero. Como podemos ver, ainda não chegamos a uma situação aceitável para todas as mulheres, mas o primeiro passo já foi dado, e em 2016 comemora-se este marco histórico a favor do respeito ao sexo feminino, que compõe a maioria da população brasileira.