30 horas é pauta na Prefeitura de Santos

 30 horas é pauta na Prefeitura de Santos

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP), representado pelo diretor José Alberto Milhazes e a colaboradora Rita Rodrigues, e o vereador Evaldo Stanislau foram até a Prefeitura de Santos nesta segunda-feira (30) conversar com o Secretário de Gestão do município, Fábio Ferraz, para discutir a viabilidade da jornada de trabalho de 30 horas semanais para os enfermeiros que laboram nas instituições de saúde da região.

Na reunião, o secretário afirmou que o fato de diminuir a carga horária em 30 horas implicaria no aumento do número de funcionários, o que causaria um rombo nas contas da prefeitura. Ele também afirmou que mais de 200 enfermeiros já fazem carga reduzida, mas com um salário menor.

Por isso, solicitou uma nova reunião na próxima semana, com data a definir, que tenha a presença não só do SEESP e demais entidades para discutir como ficaria esses enfermeiros que já fazem carga reduzida caso aprovada a jornada de 30 horas.

Estamos aqui para discutir o melhor para o profissional. O Sindicato acredita que é viável as 30 horas em Santos, como em todas as regiões que tenham um enfermeiro”, disse José Alberto Milhazes ao final da reunião.

IMG-20160531-WA0036

Imprensa