Danilo Gentilli é condenado por ofender Enfermeiras

 Danilo Gentilli é condenado por ofender Enfermeiras

No dia 16 de abril o Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo ganhou uma batalha na Justiça na ação que impetrou contra o humorista e apresentador Danilo Gentilli, por ter ofendido as Enfermeiras que trabalham com assistência aos idosos nas instituições de longa permanência. 

O SEESP ingressou com Ação de Obrigação de Fazer, pedindo liminar e indenização por danos morais à categoria, por publicar no Twitter o seguinte:

“Vocês sabem se existe um asilo especializado onde as enfermeiras batem umas pros véios? Essa tem sido uma preocupação minha quando penso no futuro. Existe esse tipo de serviço?”

A publicação foi feita em 1º de dezembro de 2020 e gerou repúdio da sociedade, bem como de toda categoria.

Ele foi condenado a retirar, imediatamente, a postagem das suas redes sociais e o Twitter notificado para a exclusão imediata; e deverá retratar-se na mesma rede social, desculpando-se com toda categoria profissional vitimada, no prazo de 5 dias do trânsito em julgado da sentença, sob pena de multa diária, a vigorar por 200 dias.

Ao analisar a ação, o juiz André Augusto Salvador Bezerra escreveu:

“Verifica-se que o réu, conhecido humorista, seguido por milhares de pessoas nas redes sociais, fez uso de sua condição de pessoa pública para ofender toda uma categoria profissional e, assim, legitimar seculares formas de opressão contra as mulheres: inseriu a profissão de enfermeira como uma função a ser ocupada por mulheres para servir sexualmente a ele, o homem branco”.

E continua o magistrado, “não deixa de ser trágico, a propósito, apurar a ofensa à enfermagem logo agora neste momento, em que centenas de milhares morrem e milhões necessitam dos cuidados das respectivas profissionais no Brasil, sob a pandemia da Covid-19. O mínimo que profissionais, que arriscam suas vidas estando na linha de frente no combate ao novo coronavírus, precisam é de respeito”. Ainda cabe recurso.

A diretoria do SEESP comemora a decisão. A presidente da entidade, Elaine Leoni, diz que o Sindicato “sempre honra e defende as profissionais Enfermeiras que, com ou sem pandemia, estão sempre atuando pela sociedade e prestando a devida assistência. Não vamos permitir ofensas e ataques as profissionais”. Elaine destaca “Somos um sindicato atuante, estamos de olho contra e qualquer injustiça , venha de quem vier, na atuação de qualquer profissão o trabalhador deve ser respeitado e valorizado pelos seus esforços, inclusive monetariamente, pois cuidam do bem maior que é a nossa vida , dos nossos familiares e amigos, então, defendemos o ambiente de trabalho, em que passam a maior parte de suas vidas!”

Sindicato dos Enfermeiros

Deixe uma Respota

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *