Enfermeiros de São Paulo, Santos e Praia Grande são homenageados com o Prêmio Anna Nery 2016

Nos dias 12 (Dia Mundial do Enfermeiro), 13 e 20 de maio, aconteceu na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, na Câmara Municipal de Santos e na Câmara Municipal de Praia Grande, respectivamente, o já tradicional Ato de Outorga do Prêmio Anna Nery, evento realizado pelo SEESP para homenagear os profissionais indicados por instituições de saúde e universidades que se destacaram no último ano.

Dentre os presentes, estavam a presidente do Sindicato, Solange Caetano, diretores e colaboradores da Entidade, o Deputado Estadual Marcos Martins (em São Paulo), o representante do vereador Evaldo Stanislau (em Santos) e o vereador Carlos Eduardo Karan (na Praia Grande), anfitriões da noite.

“Estamos aqui, juntos, em prol da Enfermagem, porque entendemos que separados e divididos não conseguimos chegar a lugar nenhum”, disse Solange Caetano, no início do evento na capital paulista. “Precisamos nos manter unidos para conseguirmos mais direitos e reconhecimento de nossa categoria. Neste último período os enfermeiros, graças a Deus, começaram a pensar de forma mais politizada e profissional, buscando seu reconhecimento.”

O evento, apresentado pela diretora Elaine Leoni, teve início com o tradicional desfile de trajes históricos que enfermeiros usavam ao decorrer das décadas. Após a composição da mesa, que teve a presença, além da presidente Solange e do deputado Marcos, da enfermeira Ariadne da Silva Fonseca (da Associação Brasileira de Enfermagem de São Paulo), do enfermeiro Vagner Urias (que compareceu representando o presidente do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo, Fabiola de Campos Mattozinho), da enfermeira Berenice Garcês (diretora da Federação Nacional dos Enfermeiros) e de Carlos Murilo (representando o presidente da Central Única dos Trabalhadores de São Paulo, Douglas Izzo), Elaine passou a palavra para o enfermeiro João Junior, que veio lançar oficialmente a REBEMT, revista científica idealizada pelo SEESP, que é a primeira publicação do gênero feita por uma entidade sindical, pensando em fomentar a produção de pesquisas científicas para nossos trabalhadores. Na sequência, Patrícia Thomaz, da Agência MGiora, apresentou a Campanha de Sindicalização, projeto criado para celebrar os 30 anos do Sindicato, ser um instrumento de debate político e trazer mais profissionais para a Entidade.

Dando prosseguimento, todos os 28 homenageados da noite foram chamados para receberem seu prêmio Anna Nery, sendo laureados com o Troféu, um vaso de flores e o livro “Cordel do Trabalhador – do Labor Até o Furor”, autografado pela autora, a enfermeira e escritora Onã Silva, que estava presente no evento.

Ao final, a presidente Solange Caetano, recebeu uma homenagem surpresa de todos os diretores e colaboradores do SEESP, por seu trabalho a favor da categoria e por sua batalha diária, comovendo não só a ela, mas todos os presentes.

“Para nós é uma honra homenagear vocês, enfermeiros. Gostaríamos de homenagear todos, porém, como a gente não consegue, nós tiramos uma parcela e pedimos indicações de instituições daqueles que mais se destacaram no último ano, que colaboram para o crescimento da saúde do nosso país, para poder homenagear o dia de hoje, e simbolicamente homenagear a todos os enfermeiros do Estado de São Paulo, que trabalham com afinco para o bem. Obrigado!”, finalizou a presidente Solange Caetano.

Baixada Santista 

Dando prosseguimento às comemorações do Dia Mundial do Enfermeiro, na sexta-feira a Câmara Municipal de Santos foi palco do Prêmio Anna Nery, dessa vez homenageando os enfermeiros da Baixada Santista.

O evento com o apoio do vereador Evaldo Stanislau, premiou 19 enfermeiros de Santos e região.

Apresentado pela assessora da Entidade, Odézia Rodrigues, o ato teve início relembrando a importância da enfermeira doutora Anna Nery, pontuando a luta do SEESP por melhores condições de trabalho e o que foi conquistado para a categoria no último ano. Na sequência, houve o tradicional desfile de trajes dos enfermeiros usados em períodos passados.

Assim como em São Paulo, o SEESP reservou alguns minutos do evento para mostrar novos projetos de grande interesse para categoria: primeiro a REBEMT (apresentado pelo professor enfermeiro Juvenal Tadeu Canas Prado), e logo após a Campanha de Sindicalização (também exposto por Patrícia Thomaz).

A composição da mesa do Ato em Santos teve a presença de Douglas Izzo (presidente da Central Única dos Trabalhadores de São Paulo – CUT – SP), da enfermeira Berenice Garcês (diretora da Federação Nacional dos Enfermeiros), da enfermeira Penelope Lopes (representando o COREN – SP), da enfermeira Katia Marques (representando o vereador Evaldo Stanislau, que não pode comparecer) e da presidente do SEESP, Solange Caetano.

Em sua fala, Solange ressaltou as lutas da Entidade em prol de melhores condições de trabalho para os enfermeiros e pregou a união de todos para o bem da categoria.  “Nós temos trabalhado em conjunto na tentativa de barrar esse tipo de desmando e precarização de nossos profissionais, que se sentem assediados nos locais de trabalho e tem sofrido com a retirada de direitos, inclusive em algumas cidades, onde existem organizações sociais que terceirizam o serviço de saúde, nossos enfermeiros estão sendo demitidos por um, recontratados por outro com salários mais baixos, o que nós temos lutado constantemente contra, porque entendemos que quando uma organização social presta um serviço no município e outra assume, numa sucessão de contrato de trabalho em que não pode haver demissão, muito menos rebaixamento de salário e não pode ter retirada de direitos.

Eu quero contar com vocês nessa luta com um piso salarial nacional digno para nossos enfermeiros, pela oportunidade dos enfermeiros terem um único vínculo com uma jornada de 30 horas para que não precise ter dois, três empregos e passar mais tempo com seus familiares”, finalizou Solange, recebendo palmas dos presentes.

Após a premiação dos 19 enfermeiros, a presidente Solange Caetano recebeu das mãos dos diretores e colaboradores do SEESP uma imagem de Nossa Senhora Aparecida, enquanto músicos convidados executam a canção de Roberto Carlos, feita em homenagem a padroeira, o que emocionou os presentes.

Esta é uma forma de reconhecer o trabalho do enfermeiro, que é feito com dedicação, com afinco e muito amor. Óbvio que queríamos fazer muito mais, homenageando a todos da região, mas infelizmente não conseguimos. Hoje premiamos 19 enfermeiros, com o intuito de homenagear a categoria como um todo”, pontuou Solange.

Praia Grande

 No dia 20 de maio, finalizando a Semana de Enfermagem, o SEESP realizou na Câmara Municipal de Praia Grande (SP) o Prêmio Anna Nery, assim como em São Paulo e Santos.

Nesta noite, o Ato apresentado pelo diretor Péricles Batista, ressaltou as novidades feitas para celebrar os 30 anos da Entidade (REBEMT e Campanha de Sindicalização). Logo após, foi apresentada a mesa de abertura, composta pela enfermeira Ariadne da Silva Fonseca, presidente da Associação Brasileira de Enfermagem de São Paulo (ABEn-SP); João Cayres, secretário Geral da CUT São Paulo; a enfermeira Elaine Leoni, diretora do SEESP e da FNE; os vereadores Rômulo Rebouças, Janaina Ballaris e Carlos Eduardo Karan e a enfermeira Solange Caetano, presidente do SEESP.

O vereador Carlos Eduardo Karan, anfitrião do evento, aproveitou o uso da palavra para elogiar a dedicação dos profissionais de enfermagem. “Falar do trabalho que vocês realizam não é tarefa fácil, pois vocês são responsáveis quase diretos pela vida daqueles que estão sob os seus cuidados”, disse.

“Estou aqui para dizer: nos respeitem, não só pelo 12 de maio, dia do Enfermeiro, não só pelo 20 de maio, que é comemorado o dia do Auxiliar e Técnico de Enfermagem, mas nos respeite como profissionais da saúde que somos, do Oiapoque ao Chuí, cuidadores daqueles que necessitam, porém, nós também necessitamos de salários dignos, de jornadas de 30 horas semanais, precisamos de folga e hora de almoço, e principalmente cuidar de nossa família”, afirmou a diretora Elaine Leoni, falando em nome da FNE, exaltando a importância do profissional enfermeiro.

Solange Caetano aproveitou a presença de três representantes do município na mesa para pedir melhores condições de trabalho para os profissionais e oportunidades para os estudantes. “Peço aos vereadores aqui presentes que se crie um diálogo para que possa abrir campos de estágios para os estudantes na região. Temos aqui em Praia Grande uma faculdade e não há campo de estágio para os alunos, que precisam buscar aprendizado prático em outros municípios. É possível construir, é possível debater, que abra campos de estágios nas unidades básicas e trazer outras instituições de saúde para o município, não só para que os profissionais tenham um campo de trabalho, mas também para que os usuários tenham condições de ter uma assistência em saúde mais qualificada e especializada.”

A presidente do SEESP e da FNE valeu-se da oportunidade para levantar questões referentes ao interesse do enfermeiro, como a aprovação da Lei 13.387, que coloca os trabalhadores da enfermagem a um problema, que é a proibição de gestante e lactante em atividades ou operações em locais insalubres. “Para nós, enfermeiros, técnicas ou auxiliares de enfermagem, uma categoria composta por 89% de mulheres, que na média do Brasil está na idade reprodutiva, como nós vamos ficar se não podemos trabalhar em qualquer local da saúde, seja na unidade básica, na escola ou no hospital, se é insalubre? Temos que abrir o debate para reformular essa Lei, porque esqueceram das trabalhadoras de enfermagem.”

Após a mesa de abertura, 22 homenageados receberam das mãos da presidente Solange, do vereador Karan e dos diretores e colaboradores do Sindicato o buquê de flores e o Troféu representando o Prêmio Anna Nery.

“Este é o terceiro ano que celebramos o Prêmio Anna Nery em Praia Grande e esperamos realizar por muitos mais anos até chegar ao ponto em que praticamente todos os profissionais tenham sido homenageados”, disse Solange, ao final da premiação. “Porque nosso objetivo principal é esse: fazer com que o profissional seja valorizado e reconhecido pelo seu trabalho, pela sua dedicação e pelo carinho que ele cuida de seu paciente.”

Como no mesmo dia também foi celebrado o Dia do Técnico e Auxiliar de Enfermagem, a presidente do SEESP aproveitou para exaltar o profissional. “Me orgulho muito em representar os enfermeiros e gostaria de representar os técnicos e auxiliares também, mas infelizmente não estão na nossa base. Porém, quando um técnico ou auxiliar precisar do Sindicato dos Enfermeiros, mesmo não podendo representar, estaremos sempre à disposição para orientar naquilo que for possível. Lembrando que sem uma equipe de enfermagem não se faz saúde nesse país.”

Confira as fotos no site do SEESP