FNE defende o pleno exercício profissional dos Enfermeiros

 FNE defende o pleno exercício profissional dos Enfermeiros

A presidente da Federação Nacional dos Enfermeiros (FNE) participou ontem de uma reunião com o secretário de Atenção Primária à Saúde (Saps) do Ministério da Saúde, Nésio Trindade.

Além de Solange, estavam presentes a enfermeira Ana Cláudia, assessora técnica do GAB SAPS/MS, Monica Iassana dos Reis , enfermeira coordenadora DGCI/SAPS/MS, Jorge Henrique e Úrsula Batista de Oliveira, diretores da FNE, Jacinta Sena, presidente da Aben Nacional e Rosalina Aratani Sudo, também da Aben Nacional.

A reunião foi solicitada para discutir a revogação da nota técnica 21 do Ministério da Saúde, sobre a não colocação de DIU por enfermeiros e enfermeiras.

A presidente da FNE reafirmou ao secretário o quanto a categoria está preparada, que há uma preocupação com a capacitação, que as complicações que possam aparecer não estão vinculadas a qual categoria realiza o procedimento, mas ao preparo e conhecimento que tem o profissional. “Ressaltamos ainda que é um prejuízo para a assistência à saúde da mulher impedir que enfermeiros capacitados possam implantar o DIU para evitar a gravidez indesejada”, afirma Solange.

A presidente da FNE diz que não é possível admitir que o lobby de uma parcela dos médicos prevaleça sobre o interesse público, no caso a assistência à saúde reprodutiva das mulheres.

O secretário Nésio Trindiade informou que a nota técnica está sendo revista e que haverá mudanças positivas. “O secretário tranquilizou as entidades a respeito do seu entendimento sobre a importância do enfermeiro e da qualidade de seu trabalho. Com isso, esperamos que essa visão prevaleça e que se restabeleça o direito dos enfermeiros e enfermeiras exercerem sua profissão em todas as áreas a quem tem direito”, finaliza Solange Caetano.

Deixe uma Respota

O seu endereço de e-mail não será publicado.