Fundação ABC em Santo André será acionada, via ação trabalhista, a pagar reajustes

 Fundação ABC em Santo André será acionada, via ação trabalhista, a pagar reajustes

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo ajuizou Ação de Cumprimento de Convenção Coletiva de Trabalho contra a Fundação ABC e suas mantidas de Santo André

O SEESP já havia solicitado medição ao Ministério Público do Trabalho (MPT), em razão do não pagamento dos reajustados concedidos nas Convenções Coletivas entre os anos de 2016 e 2020. Como não houve acordo, o sindicato acabou ingressando com uma ação pleiteando estes valores, que está em andamento, para pagar os enfermeiros ativos e inativos.

Agora, o SEESP ingressa no Judiciário novamente para repor as perdas salariais dos enfermeiros referentes às CCTs 2020/2021 e 2021/2022. Lembramos aqui que os salários dos profissionais enfermeiros dessa instituição estão congelados desde 2016.

A ação movida pelo SEESP também pede o pagamento das incidências do reajuste nas DSR’s/feriados, em férias acrescidas de 1/3, 13º salário, horas extras, adicional noturno, verbas rescisórias e fundo de garantia.

Além disso, quer o pagamento da multa normativa de 2% (dois por cento) sobre o piso da categoria, prevista na cláusula 52 da CCT 2020/2021, alínea “b”, e na cláusula 53 alínea “b” da CCT 2021/2022.

A presidente do SEESP, enfermeira Elaine Leoni, fala aos enfermeiros que as diversas instituições de saúde devem acompanhar o cumprimento da CCT e, caso não esteja sendo realizado, entrar em contato com o sindicato e denunciar através do e-mail juridico@seesp.com.br. 

Fique atento e não se deixe enganar, procure seu sindicato e fortaleça a luta.

Deixe uma Respota

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *