Homologação garante pagamento de valores devidos aos enfermeiros

O principal objetivo do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP) é garantir que os direitos trabalhistas e sociais dos enfermeiros sejam cumpridos, seja durante a prestação de serviço ou após a rescisão do contrato.

Dessa forma, o SEESP sempre orienta e reforça que as homologações devem ser realizadas na sede ou subsedes para que todos os cálculos ocorram de forma correta, de acordo com a CLT e também com a Convenção Coletiva de Trabalho que rege a instituição de trabalho.

Na última semana, o Departamento de Homologação atendeu uma enfermeira que por seis meses esteve como responsável do setor cobrindo licença de outra profissional.  Durante esse período, o seu salário foi equiparado ao da responsável técnica licenciada, porém, ao encerrar o período de afastamento a remuneração foi reduzida para o valor anterior.

Ao identificar que o prazo em que a enfermeira permaneceu no cargo foi superior a três meses (de acordo com a CCT), foi solicitado que a empresa pagasse a diferença de valores devida.

“Agradeço demais a atenção que foi prestada nos dois atendimentos que recebi aqui no SEESP. O ótimo trabalho realizado pelos homologadores garantiu que eu recebesse um valor que era por meu por direito”, afirmou a enfermeira. (o nome da profissional e da instituição não serão divulgados por questões de privacidade)

Se durante a homologação do seu contrato de trabalho você tiver dúvidas sobre os cálculos e valores, não hesite em questionar. O papel do Sindicato é defender os seus direitos e garantir que sejam cumpridos.