Luta por melhores salários e direitos

 Luta por melhores salários e direitos

A luta por melhores salários e condições de trabalho é a essência que move os sindicatos. O SEESP não tem medido esforços para fechar Convenções Coletivas de Trabalho (CCT) que favoreçam a categoria e, sempre que é desrespeitada ou um acordo coletivo não é cumprido, vamos à Justiça para garantir os reajustes a que Enfermeiras e Enfermeiros têm direito.

Depois de muita negociação conseguimos fechar algumas CCTs que estavam atrasadas pela intransigência do patronal, que desejava negociar perdas salariais e sociais, o que o SEESP repudiou.

A presidente do Sindicato­dos Enfermeiros do Estado de SãoPaulo, Elaine Leoni, posiciona  que é fundamental a participação da categoria durante as campanhas salariais. “Diante de tanta precarização e da desregulamentação das normas trabalhistas, a categoria precisa intensificar a mobilização para garantir reajustes”, e reforça que para vencermos o péssimo período inflacionário em que o Brasil está é necessário que os trabalhadores se envolvam na luta sindical em busca de resistir e garantir melhores condições de trabalho e salários dignos. “Todo ano enfrentamos as dificuldades de conquistar a reposição da inflação.” Os Sindicatos de Patrões demoram a assinar os acordos coletivos, obrigando os profissionais a ficarem sem reajuste naquele período de vácuo. O SEESP acaba sendo obrigado a ingressar com ações na justiça para garantir o pagamento dos direitos previstos nas CCTs”, ainda acrescenta a Presidente: “ressalto que esse ano será ainda mais complicado, pois é ano eleitoral, sempre acabamos enfrentando os reflexos na hora de cobrar a assinatura de uma CCT mais benéfica para os Enfermeiros e Enfermeiras.   “Em breve vamos começar a campanha salarial e os profissionais precisam fazer pressão com a presença em mobilizações, pois quem não é visto não é lembrado e ainda calado consente o que vier”.

O SEESP entende que somente as negociações coletivas e a mobilização dos trabalhadores podem garantir a manutenção e o avanço nos benefícios que não são previstos em lei, como por exemplo, percentuais maiores de insalubridade e hora extra, cesta básica, vale-refeição, assistência médico e planos de saúde, as folgas da jornada 12 x 36, e as salas de descompressão, dentre outros. “Tudo o que temos garantido nas convenções coletivas são conquistas da categoria graças ao trabalho que o Sindicato desenvolve a anos”.

Elaine coloca que um sindicato só é forte com a participação e sindicalização da categoria e aproveita para convidar todas as Enfermeiras e Enfermeiros a se tornarem sócios do SEESP, assim conseguiremos ampliar a nossa representação frente aos sindicatos patronais, impondo uma pauta mais benéfica.

Sindicaliza-se!!! Fortaleça seu Sindicato!!!

Deixe uma Respota

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *