Restrições a banheiros: SEESP defende Enfermeiras(os)

 Restrições a banheiros: SEESP defende Enfermeiras(os)

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) recebeu, desde 2014, 7.309 denúncias referentes a irregularidades em banheiros em locais de trabalho. O número equivale a duas reclamações por dia.

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP) manifesta seu apoio às ações do órgão fiscalizador na investigação de irregularidades e restrições no uso de banheiros por parte de empresas. As restrições impostas, não apenas violam os direitos trabalhistas, mas também têm impacto direto na saúde e no bem-estar das Enfermeiras(os), afetando negativamente a qualidade do atendimento prestado aos pacientes. É de extrema importância que esses profissionais realizem suas atividades em um ambiente saudável e respeitoso, onde seus direitos sejam assegurados.

Péricles Batista, vice-presidente do SEESP, afirma: “Estamos prontos para apoiar Enfermeiras e Enfermeiros que se sintam prejudicados por práticas inadequadas no ambiente laboral. Somos canal de suporte e orientação, fornecendo assistência jurídica e encorajando a denúncia de qualquer violação dos direitos dos trabalhadores.” Batista destaca.

A união e mobilização das Enfermeiras(os) são fundamentais para impulsionar transformações positivas no setor e assegurar melhorias nas condições do exercício profissional. O SEESP atua incansavelmente na defesa dos interesses da categoria. Filie-se.

Deixe uma Respota

O seu endereço de e-mail não será publicado.