SEESP debate salários e carga horária com prefeito de Agudos

 SEESP debate salários e carga horária com prefeito de Agudos

A presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo, Solange Caetano, e o diretor da subsede de Bauru, Natanael da Costa, estiveram reunidos nesta manhã com o prefeito do município de Agudos, Everton Octaviani (PMDB), para discutir diversos assuntos inerentes aos enfermeiros da região.

Foi solicitado ao prefeito que transforme em Projeto de Lei a Portaria que instituiu a jornada de trabalho em 30 horas e encaminhe para apreciação da Câmara de Vereadores, ponto que Everton se comprometeu a fazer.

O salário dos enfermeiros de Agudos é considerado o menor da região, além de estar defasado. O aumento equivalente a R$1.000,00 para os trabalhadores de nível médio e o piso salarial dos agentes comunitários de saúde também pioram ainda mais a faixa de remuneração dos profissionais com nível superior.

“Houve uma concordância por parte do prefeito em relação ao salário e recebemos o retorno que no segundo semestre haverá a implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) no município, porém, a situação é urgente. Ele se propôs, então, a verificar com a Secretaria de Finanças a possibilidade de propor algo de imediato”, comentou a presidente do SEESP.

Solange deliberou ainda a participação da Entidade na elaboração do PCCS com o envio por parte da prefeitura do documento que será debatido com a categoria.

Por fim, foi solicitada uma alternativa para que os enfermeiros da atenção básica que estão nas ambulâncias durante eventos como jogos de futebol aos finais de semana sejam substituídos por outros trabalhadores, uma vez que urgência e emergência não é a área de atuação deles.

“Foi uma reunião bem produtiva. Agora vamos aguardar o retorno dos pontos de compromisso que o prefeito firmou conosco e seguir na luta por melhorias para os enfermeiros de Agudos”, finalizou Solange Caetano.