SEESP deflagra greve em Santa Casa de Itaí

 SEESP deflagra greve em Santa Casa de Itaí

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP), representando pelos diretores Josefa Bezerra do Vale e Ricardo Martins Burgese e o coordenador administrativo das subsedes, Rogério Leoni, juntamente com os profissionais da Santa Casa de Itaí, deflagraram greve nesta quarta-feira (05), reivindicando os direitos trabalhistas, como salário décimo terceiro de dezembro de 2016, FGTS e atrasos salariais de março de 2017.

Em nome da presidente do SEESP, Solange Caetano, os diretores fizeram uma reunião com o provedor da Santa Casa, Dr. Nelson, o qual não apresentou soluções imediatas, mas está na tratativa de empréstimos juntamente aos bancos.

Mais tarde, junto com os trabalhadores, o SEESP esteve na prefeitura, onde foram recebidos pelo prefeito Thiago dos Santos Michelin. “Tivemos uma conversa proveitosa, mas o prefeito solicitou apoio do nosso departamento jurídico para encontrar uma solução para o repasse, visto que o seu jurídico não encontrou uma forma legal para solucionar os problemas”, afirmou a diretora Josefa.

Tendo em vista a situação dos enfermeiros da Santa Casa não teve avanços, o SEESP foi ao Fórum da cidade, onde falou com o procurador Dr. Rodrigo, o qual desconhecia da greve e não havia recebido denúncias nem reclamações dos munícipes, que aconselhou o Sindicato a entrar com uma ação e liminar para solução rápida.

“Esta solução rápida é mais do que necessária. Os enfermeiros têm obrigações financeiras para cumprir, sem contar a questão motivacional e psicológica, em que o profissional não consegue responder positivamente ao trabalho devido a essas preocupações desnecessárias”, pondera a presidente Solange Caetano.