SEESP denuncia Santa Casa de Araçatuba ao MPT por atraso salarial e falta de FGTS

 SEESP denuncia Santa Casa de Araçatuba ao MPT por atraso salarial e falta de FGTS

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP) apresentou uma denúncia ao Ministério Público do Trabalho (MPT) contra a Santa Casa de Misericórdia de Araçatuba por atrasos recorrentes de salários e a ausência de depósito do FGTS, destaca uma séria violação dos direitos trabalhistas da categoria.

Nos últimos meses, as/os Enfermeiras/os têm enfrentado dificuldades significativas, já que seus salários não foram creditados dentro do prazo estipulado pela legislação trabalhista. O que deveria ocorrer até o 5º dia útil do mês tem sido postergado, com os vencimentos sendo pagos entre os dias 09 ou 10, gerando instabilidade financeira e preocupação entre os profissionais. Cabe destacar que a cláusula n° 46 da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) prevê, multa por atraso de salário.

Além disso, a ausência do depósito do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), agrava ainda mais a situação das/os Enfermeiras/os, privando-os de um direito fundamental e previsto em lei.

O SEESP espera que o Ministério Público do Trabalho investigue prontamente essas irregularidades e tome as medidas cabíveis para garantir que os direitos da categoria sejam respeitados.

Filie-se ao SEESP!

Juntos somos mais fortes!

Deixe uma Respota

O seu endereço de e-mail não será publicado.