SEESP ganha ação contra Danilo Gentili, em 2ª instância

 SEESP ganha ação contra Danilo Gentili, em 2ª instância

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo manteve a condenação de Danilo Gentili, em ação promovida pelo Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo, agora em segunda instância. A ação de Obrigação de Fazer – Exclusão de Postagem – Retratação e Indenização contra o apresentador e humorista questiona a publicação realizada em sua conta no Twitter, no dia 1º de dezembro de 2020, nos seguintes termos: “Vocês sabem se existe um asilo especializado onde as enfermeiras batem umas pros véios? Essa tem sido uma preocupação‘.’

Considerando o desrespeito às profissionais Enfermeiras, o Juiz André Augusto Salvador Bezerra, da 42ª Vara Cível do Fórum Central, julgou a Ação Procedente, nos seguintes termos:

“Não deixa de ser trágico, a propósito, apurar a ofensa à enfermagem, logo agora neste momento, em que centenas de milhares morrem e milhões necessitam dos cuidados das respectivas profissionais no Brasil, sob a pandemia da Covid-19.

O mínimo que profissionais, que arriscam suas vidas estando na linha de frente no combate ao novo coronavírus, precisam é de respeito”.

Gentili recorreu à segunda instância e, por decisão unanime, o recurso não foi admitido, sendo mantida a Sentença, por decisão dos desembargadores José Aparício Coelho Prado Neto (Relator); Cesar Peixoto (Presidente) e Edson Luiz Queiroz.

A presidente do SEESP, Elaine Leoni, considera que mesmo que ainda caiba recurso às instâncias superiores, é uma grande vitória a confirmação da sentença da primeira instância. “Vivemos numa época em que é inadmissível esse tipo de afirmação. Não podemos considerar piada declarações que afrontam a dignidade das mulheres, no caso específico das enfermeiras. O machismo e a misoginia precisam ser combatidos toda vez que aparecerem, principalmente quando são replicados por pessoas públicas, porque o alcance é muito maior, assim como o efeito que tem sobre as pessoas para perpetuar a dominação sobre as mulheres”, afirma.

“Acreditamos que vamos ganhar essa causa definitivamente e isso servirá de exemplo na luta contra o machismo”, diz Elaine.

Deixe uma Respota

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *