SEESP realiza Assembleia Geral Extraordinária para debater proposta de pauta de reivindicação

 SEESP realiza Assembleia Geral Extraordinária para debater proposta de pauta de reivindicação

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP), em sua Assembleia Geral Extraordinária realizada no dia 12/07, com o tema: “Deflagração da Campanha Salarial”, discutiu com a classe trabalhadora a proposta de pauta de reivindicação para o período de 2023/2024.

Durante a transmissão ao vivo, foram debatidos diversos tópicos relacionados às cláusulas, metas e estratégias de negociação com os representantes patronais, embasados nas convenções coletivas de trabalho (CCT) vigentes. Foram abordados assuntos de extrema importância, como o Piso Salarial Nacional, reajustes salariais, benefícios, direitos trabalhistas vigentes e outras condições laborais relevantes.

A presidente do SEESP, Elaine Leoni, destacou as novidades referentes a cláusulas que abordam questões relacionadas aos direitos LGBTQIAPN+, como auxílio-creche, licença, adoção, entre outros, visando preservar a igualdade de oportunidades e evolução profissional para Enfermeiras(os) que vivem relações homoafetivas.

Outra cláusula importante foi ressaltada pela presidente da Federação Nacional dos Enfermeiros (FNE) e secretária geral do SEESP, diz respeito à promoção da equidade de gênero e enfrentamento ao sexismo, visando sensibilizar os homens para a eliminação de todas as formas de discriminação contra as trabalhadoras.

O vice-presidente, Péricles Batista, mencionou a questão da sala de descompressão para Enfermeiras(os), destacando a luta de anos em garantir condições adequadas de higiene e saúde para o descanso do profissional durante os intervalos da jornada de trabalho. Além disso, foram discutidas questões previdenciárias relacionadas à rescisão contratual e perfil profissiográfico previdenciário das Enfermeiras(os).

Após a conclusão da transmissão ao vivo, na qual foram apresentadas todas as propostas para o período de 2023/2024, a presidente do SEESP ressaltou a importância da votação que ocorreu entre as 14:00h do dia 12/07 e as 16:00h do dia 14/07. Durante esse período, inúmeras Enfermeiras(os) participaram ativamente, demonstrando seu comprometimento na busca por melhores condições de trabalho. Além disso, também recebemos propostas para incluir o combate ao racismo e à discriminação racial no ambiente laboral nas CCTs.

Estas são algumas das pautas e debates que ocorreram na assembleia, refletindo o nosso compromisso em defender os direitos e interesses das Enfermeiras(os). Filie-se ao SEESP

 

 

Deixe uma Respota

O seu endereço de e-mail não será publicado.