SEESP vai ao MPT questionar demissão em massa no Hospital Brasilândia

 SEESP vai ao MPT questionar demissão em massa no Hospital Brasilândia

Profissionais do Hospital Brasilândia conversaram hoje com diretores do SEESP

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado do São Paulo esteve hoje, mais uma vez, no Hospital Municipal da Brasilândia, zona Oeste de São Paulo, onde os profissionais de saúde foram demitidos em massa e nem sequer foram avisados antecipadamente. Muitos ficaram sabendo pela internet que já não faziam mais parte do quadro de pessoal.

A presidente do SEESP, Elaine Leoni, diz que o Sindicato vai tomar todas as providências para garantir os direitos das Enfermeiras e Enfermeiros que acordaram sem emprego hoje.

“Estamos tomando as providências necessárias para que os demitidos recebam tudo o que abrange a nossa convenção coletiva. Além disso, já denunciamos ao Ministério Público do Trabalho e temos amanhã, dia 04/08, reunião para discutir e unir forças com os demais Sindicatos na Câmara Municipal de São Paulo; estamos também aguardando contato da Superintendência de Saúde da Prefeitura Municipal para marcar data e hora para chegarmos em um consenso, de quem se responsabilizará por esse gigante branco que é o Hospital Municipal da Brasilândia ”, informa Elaine Leoni.

O Sindicato recebeu denúncias de que a troca da Organização Social Iabas para Brasil Saúde, e agora para Associação Saúde em Movimento, causou mais danos à estrutura pública, pois vem repassando grosseiramente o contrato com o objetivo de rebaixar os salários dos profissionais. Demitem quem ganha mais e readmitem com outra empresa e Cnpj, com salários menores. Deixando o passivo trabalhista para os futuros processos.

Onde está a Prefeitura neste meio? Por que há meses não faz intervenção? Porque não realizam contratos com OS’s de São Paulo, e porque esperam elas arrebentarem com a estrutura de saúde ao invés de fiscalizaram para o atendimento de qualidade e humanizado para a população da região? Perguntas que esperamos serem respondidas ainda amanhã. 

Denúncias podem ser feitas para o SEESP pelo e-mail juridico@seesp.com.br

Se fortaleça, Sindicaliza-se!

Deixe uma Respota

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *