Sindicato dos Enfermeiros solicita posição do Conselho Estadual e Municipal de Saúde de São Paulo sobre a distribuição de EPIs para os Profissionais de Enfermagem

 Sindicato dos Enfermeiros solicita posição do Conselho Estadual e Municipal de Saúde de São Paulo sobre a distribuição de EPIs para os Profissionais de Enfermagem

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP) que compõem o Conselho Estadual e o Conselho Municipal  de Saúde (CES) e que vem acompanhando de perto  o desempenho profissional da categoria no enfretamento ao COVID – 19, temeroso quanto ao fornecimento adequado de EPIs para que os profissionais possam atuar com segurança, bem como que recebam orientações adequadas para tal, protocolou nesta terça-feira (17) documento solicitando que, ambos os Conselhos, debatam a necessidade de se solidarizar com os trabalhadores, cobrando dos Secretários de Saúde um acompanhamento mais adequado das instituições, publicas e privadas, com relação ao proteção destes que são fundamentais para o enfretamento da emergência sanitária a qual a sociedade brasileira está submetida.

A  presidente Solange Caetano coloca que “o poder público não pode negligenciar com a saúde dos profissionais de Enfermagem, devendo garantir o adequado acesso aos EPIs, para que tenham segurança ao fazer o atendimento dos pacientes, visto que são os responsáveis pelo primeiro atendimento (Classificação de Riscos) aqueles (as) que procuram as intuições de saúde.” Para a presidente Solange é fundamental que os mesmos tenham sua saúde preservada.

Em caso de dúvida entre em contato com o SEESP pelo e-mail presidencia@seesp.com.br.

Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo.

Imprensa