Sindicato garante verbas de profissionais da Santa Casa de Itatiba

 Sindicato garante verbas de profissionais da Santa Casa de Itatiba

Nesta segunda-feira (20), terminou a quarta audiência no Ministério Público para resolução da dispensa dos enfermeiros da Santa Casa de Itatiba. Representando o Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP) e a presidente Solange Caetano, estavam presentes a diretora Josefa Bezerra e o advogado Marcello Toledo, que também contou com a presença do prefeito do município, Douglas Augusto.

Após a apresentação de algumas propostas, ficou definido pela procuradora Clarice que a prefeitura e a Santa casa vão em forma conjunta pagar as verbas rescisórias dos funcionários, mais a multa,  parcelada em 10 vezes, sendo 1 avos para cada funcionários até o dia 12 de cada mês e a homologação deverá ser feita para liberação do FGTS e seguro desemprego.  “Vamos fazer uma nova assembleia com os representados para constatar a aceitação de todos, com uma nova audiência para o dia 30 de março 03 para finalizar a decisão”, afirmou a diretora Josefa.

A prefeitura assumiu o pagamento das verbas rescisória em 300 mil por mês e a Santa Casa 130.900 mil reais. Ambas não apresentaram interesse em absorver os trabalhadores.

“As verbas rescisórias é um direito do profissional. Estamos vivendo uma grave crise e não podemos deixar os enfermeiros desamparados”, afirmou a presidente Solange Caetano. “Por isso vamos ficar em cima para que todas as verbas sejam depositadas para os enfermeiros.