Subsede de Ribeirão Preto participa de debate sobre a PEC 55 e o desmonte da saúde

 Subsede de Ribeirão Preto participa de debate sobre a PEC 55 e o desmonte da saúde

A subsede de Ribeirão Preto do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP) participou nesta segunda-feira (21) do debate “O Desmonte da Saúde e a PEC 55”, promovido pelo Sindicato dos Médicos de São Paulo (SIMESP), realizado no Centro Médico do município Ribeirão-Pretano, que também contou com representantes de outras entidades sindicais e professores da USP. A colaboradora Grasiane Grecchi estava presente representando a Entidade.

Foi um debate rico, com discussões e ideias pertinentes sobre o andamento da saúde no país caso a Proposta de Emenda Constitucional 55 (antiga PEC 241) seja aprovada pelo senado, o que faria os investimentos em saúde, educação e projetos sociais ficarem congelados por 20 anos, causando um atraso significativo no desenvolvimento do país.

Presentes no debate, professores da USP afirmaram que a melhor forma para combater mais este golpe é o trabalho e orientação a população de forma clara e simples, para que entenda a linguagem e fortaleça as lutas daqueles que olham para o trabalhador.

Graciane exaltou a luta do SEESP como representante de uma classe que batalha para que seus direitos sejam respeitados e que irá continuar no combate pela manutenção dos direitos conquistados e em defesa de uma saúde pública e de qualidade como direito do povo e dever do estado.

Na saúde, as consequências são avassaladoras, uma vez que o orçamento para o SUS já é insuficiente para prestar um atendimento de qualidade para os usuários, faltando materiais, insumos e principalmente recursos humanos. Imagine como orçamento congelado em 20 anos? O que será da população brasileira? O que será do SUS?”, questionou Grasiane.